O Aquário para Ciclídeos Americanos e Africanos

O aquário para ciclídeos de água doce requer algumas particularidades. Estaremos lidando com peixes bastante territoriais e agressivos. É importante que o aquário seja grande e possua um bom número de esconderijos ou “tocas” onde os peixes possam se refugiar. Essas tocas podem ser pedras, troncos, vasos de cerâmica, adornos de resina. Você pode usar qualquer coisa que não represente um risco para os peixes e que não polua sua água.

Ciclídeos Americanos

Para ciclídeos americanos a situação normalmente é mais próxima do comum. São peixes normalmente de água ligeiramente ácida ou neutra. Se formos nos dedicar aos de pequeno porte, normalmente chamados de ciclídeos anões, podemos optar por um tanque em torno de 100 litros. Pode-se usar areia de rio como substrato, troncos e pedras para formar esconderijos. A temperatura varia conforme as espécies que formos criar.



Se formos criar ciclídeos americanos de grande porte, como o Oscar, o ideal é um aquário com pelo menos 200 litros. Nesse caso é importante que tudo aquilo que formos usar como adorno ou esconderijo seja bastante resistente, pois são peixes que muitas vezes investem contra a decoração do tanque, podendo assim ocasionar danos à decoração e a si próprios. Enquanto podemos manter ciclídeos anões em aquários plantados o mesmo não se aplica a ciclídeos americanos de maior porte, que com certeza devorariam ou destruiriam as plantas.

Ciclídeos Africanos

No caso do aquário para ciclídeos africanos as diferenças são maiores. Em primeiro lugar o PH desse aquário será bem mais elevado que o normal, podendo variar de 7,2 a 8,6 (Lago Victoria), de 7,4 a 8,6 (Lago Malawi) e de 7,8 a 9,0 (Lago Tanganyka). São peixes territoriais e agressivos, o que exige um aquário maior. Além disso muitas espécies são de grande porte. O recomendado seria um mínimo de 350 litros para as espécies maiores ou pelo menos 200 litros para as menores.

Quanto à decoração, em um aquário de ciclídeos africanos o ideal é usar apenas substrato e rochas. O substrato é de importância vital, já que ele serve para tamponar o pH. Podemos optar por African Cichlid Mix, Halimeda, Caribean Sea Aragonita ou mesmo Dolomita. Em especial não recomenda-se muito usar dolomita, já que com o tempo ela perde sua capacidade de elevar o PH da água.

Em aquários de ciclídeos africanos normalmente não usamos plantas. Primeiro porque muitos dos ciclídeos são herbívoros. Além disso o elevado PH e o pouco CO2 dissolvido na água dificulta a sobrevivência de muitas espécies vegetais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *