Caramujo Trombeta da Malásia

Pode ser um aliado útil, mas requer cuidados

Uma espécie de molusco bastante comum em aquários é o Caramujo Trombeta da Malásia (Melanoides tuberculata). Oriundo do sudeste asiático, possui concha cônica e alongada em forma de torre com vincos verticais. A coloração da concha é marrom clara, já o opérculo costuma ser marrom escuro, quase preto. No Brasil são muito confundidos com o Aylacostoma brasiliensis, oriundo do alto Paraná.

Melanoides tuberculata
Melanoides tuberculata

O Caramujo Trombeta da Malásia é extremamente intolerante a níveis baixos de oxigênio dissolvido. Já com relação a temperaturas sua tolerância é altíssima, embora prefira a faixa dos 16ºC aos 36ºC resiste a temperaturas bastante fora dessa faixa. Alimenta-se essencialmente de microalgas, mas em aquários pode alimentar-se também de restos de ração. Pouco se sabe sobre sua expectativa de vida na natureza, mas em cativeiro ela é superior a sete anos. Prefere substrato for fino, pois tem o hábito de enterrar-se.

Em território brasileiro é considerada espécie exótica invasora cuja disseminação em grande parte é atribuída a aquaristas. Já é encontrada livre em rios e lagos de todo o país e foi notada discreta diminuição de populações de espécies de moluscos nativas nos locais onde é encontrado, o que indica a pode estar competindo por alimento ou predando essas espécies.



Proliferação excessiva

Embora seja de fácil reprodução não é excessivamente prolífico. É uma espécie dioica mas muitas vezes as fêmeas reproduzem-se por partenogênese. Se não houver excesso de alimento em seu aquário dificilmente vai tornar-se uma praga, mas se por acaso tornar-se pode ser tentado o controle da população com peixes como a mocinha e as bótias. Apesar de ser relativamente fácil controlar (e até mesmo prevenir) sua proliferação excessiva , a eliminação completa em aquário pode ser quase impossível, pois são extremamente resistentes aos elementos químicos comumente usados para matar moluscos.

Por passar as horas claras do dia enterrado, mesmo quando há superpopulação, não costuma prejudicar muito a estética do tanque. Seus hábitos alimentares tornam o Caramujo Trombeta da Malásia um interessante aliado no combate a algas. Pode também ser bastante útil como indicativo de baixa qualidade da água pela sua baixa tolerância à pouca oxigenação. Em condições normais só costumam subir pelas paredes do aquário durante a noite, vê-los durante o dia geralmente indica uma queda na oxigenação do tanque.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *